Parece de um tanto estranho comentar sobre o alarme de escassez de água doce no mundo. Afinal, aproximadamente três quartos do planeta Terra estão cobertos por este recurso natural. Mais do que nunca, as aparências enganam. A preocupação dos habitantes do globo vem à tona quando o assunto é água potável. A finitude da água doce no mundo é alarmante, pois de toda a água disponível no planeta, apenas 2,39% é considerada doce. Engana-se quem acredita que essa parcela é totalmente disponível para a sobrevivência humana, surpreendendo-se com o fato de que a população mundial se disponibiliza apenas das águas doces encontradas nos rios e lagos, uma diminuta porcentagem de 0,4% de toda a água doce no mundo. A expressiva maioria encontra-se em estado sólido por meio de geleiras e calotas polares, sendo inviabilizado o seu uso. Tais números podem ser observados nos gráficos abaixo.

Água Salgada vs Água doce

Distribuição da água doce no mundo

Bem sabemos que a água é um recurso natural que não é distribuída equitativamente geograficamente. Impasses geopolíticos pela posse de tal recurso tendem a se estender no globo principalmente devido à má gestão da água. A população ainda reluta em acreditar na escassez de tal recurso e não mede esforços em suas atividades cotidianas para a economia de tal recurso. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, até 2025, aproximadamente 1,8 milhões de pessoas estarão vivendo em regiões com escassez de água absoluta. Atualmente, a ONU calcula que cerca de 1 milhão de pessoas não possuem acesso á água potável e o dobro não possuem água adequada suficiente para beber, lavar-se e comer.  Além disso, deve-se levar em conta o aumento da população mundial e consequentemente, o aumento da demanda de água, que sextuplicou nas últimas cinco décadas e tenderá a crescer ainda mais com o aumenta das populações dos países emergentes nos próximos anos. A preservação deve ser levada em conta previamente sob os preceitos do desenvolvimento sustentável, de tal forma a garanti-la às futuras gerações. São pequenos atos que caminharão frente a tal objetivo.

Pensando dessa forma, a Crystal, organização fabricante de água mineral produzida pela Coca-Cola, lançou um projeto inovador em território brasileiro. A capital paranaense recebeu o primeiro ponto de ônibus com um sistema de captação de água pluvial e sua subsequente transformação em água potável com a disponibilização da mesma por meio de um bebedouro à população. A instalação foi realizada na Rua Imaculada da Conceição em frente à Pontifícia Universidade Católica do Paraná. A ideia serve como um alerta à população, um incentivo  à práticas sustentáveis à sociedade, de tal forma a mostrar a importância da água potável no século XXI, o ouro do século, um sinônimo de vida.

Créditos da Imagem: Igor Matheus Boganika Barros

Recommended Posts